No tempo de Blecaute, Cinco Crioulos e Bola Sete

sexta-feira 10 de fevereiro de 2017

crédito O cantor Blecaute

Nomes e expressões que não eram percebidos como racistas décadas atrás hoje, à luz das mudanças na sociedade, são mal vistos. Nestes tempos de revisão, Joaquim Ferreira dos Santos especula em sua nova crônica o que acontece com artistas que adotaram alcunhas como Blecaute (foto), Gasolina e Bola Sete, além do conjunto Cinco Crioulos e da dupla Preto e Branco.

As crônicas de Joaquim Ferreira dos Santos também podem ser ouvidas no canal de podcasts Rádio Batuta. Baixe o app na loja de sua preferência (como App Store e Google Play).

Texto e locução: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro

Crônicas do Joaquim

mais informações sobre o programa

Joaquim Ferreira dos Santos entrou no mundo das crônicas pela leitura dos textos de Rubem Braga, Fernando Sabino e Paulo Mendes Campos na revista Manchete dos anos 1960. As primeiras músicas, ouviu pela Rádio Nacional dos anos 1950. Jornalista desde 1969, trabalhou nos principais jornais e revistas brasileiros. No programa, ele mistura as duas influências e costura o texto, curto e leve, com vinhetas musicais.

Publicou três livros de crônicas (O que as mulheres procuram na bolsa, Em busca do borogodó perdido e Minhas amigas) e três de não-ficção (Um homem chamado Maria, Feliz 1958 - O ano que não devia acabar e Leila Diniz - Uma revolução na praia). Também organizou o livro As cem melhores crônicas brasileiras.

As crônicas de Joaquim Ferreira dos Santos entram no site quinzenalmente, às sextas-feiras. Também podem ser ouvidas no canal de podcasts Rádio Batuta. Baixe o app na loja de sua preferência (como App Store e Google Play).