A canção no tempo

A série A canção no tempo apresenta um panorama dos sucessos musicais no Brasil, tendo como base os dois volumes de A canção no tempo: 85 anos de músicas brasileiras, livros de autoria dos pesquisadores Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. A cada mês, o painel de um ano é apresentado.

Especial – O último capítulo

Especial – O último capítulo

Zuza Homem de Mello comenta as 50 músicas que ganharam verbetes na nova edição dos dois volumes do já clássico livro "A canção no tempo", feito em parceria com Jairo Severiano. São sucessos entre 1929 e 1985. Elis Regina, com três interpretações, é destaque no programa.

28.06.2016

1985

1985

No ano do fim do regime militar, destacaram-se as bandas de rock, como RPM, Legião Urbana e Titãs. A canção romântica também fez sucesso em 1985, como no dueto de Gal Costa com Tim Maia.

07.07.2015

1984

1984

Foi o ano da campanha pela volta das eleições diretas para presidente e do início da redemocratização. "Vai passar", de Chico Buarque, serviu como hino. "Podres poderes", de Caetano Veloso, iluminou o momento. E o rock brasileiro dominou a parada de sucessos.

09.06.2015

1983

1983

O cantor e compositor Lulu Santos foi um dos destaques da temporada de 1983, emplacando três canções nas paradas de sucesso, entre elas "Como uma onda". Tim Maia, Ritchie, Blitz e Milton Nascimento também brilharam.

19.05.2015

1982

1982

Alceu Valença estourou em 1982 com "Tropicana" e outras duas músicas. Entre os artistas que também fizeram sucesso naquela temporada estão Djavan, Roberto Carlos e Rita Lee. Surgiu a Blitz. E Gonzaguinha lançou "O que é, o que é?".

06.05.2015

1981

1981

Foi em 1981 que estourou "Emoções", de Roberto Carlos. Ele e seu parceiro Erasmo Carlos ainda emplacaram outras músicas na parada de sucessos, em que também apareceram Milton Nascimento, Rita Lee, Gilberto Gil e Ney Matogrosso.

22.04.2015

1980

1980

A parada de sucessos de 1980 teve nomes diferentes dos habituais: Amelinha, Jessé, Fátima Guedes e a jovem Marina. Mas também brilharam Maria Bethânia, Elis Regina e Rita Lee (com "Mania de você" e "Doce vampiro").

08.04.2015

1979

1979

O início da abertura política permitiu a volta dos exilados ao país em 1979. A música que virou tema da anistia foi "O bêbado e a equilibrista", de João Bosco e Aldir Blanc, sucesso na voz de Elis Regina. Outros destaques daquele ano foram Gilberto Gil, Maria Bethânia e Roberto Ribeiro.

03.03.2015