Música é História

O programa passeia pela história da música brasileira em edições avulsas ou em séries, como as dedicadas aos grandes compositores e aos cem anos do samba. Uma versão de cinco minutos vai ao ar aos domingos, às 14h50, na CBN. A versão integral fica na Batuta.

Geração de 1942/Tim Maia – Vale tudo

Geração de 1942/Tim Maia – Vale tudo

Na fase final da vida, Tim Maia atirou para vários lados e quase não emplacou sucessos. Mas suas músicas começaram a ser gravadas por fãs ilustres (Paralamas, Marisa Monte etc.). Vida e obra logo se transformaram em livro, filme, peça, febre.

24.09.2017

Geração de 1942/Tim Maia – Sossego

Geração de 1942/Tim Maia – Sossego

Tim Maia emplacou muitos sucessos do final dos anos 1970 até meados dos 1980: dançantes como Sossego e O descobridor dos sete mares; românticos como Me dê motivo e Um dia de domingo. Foi seu período de maior popularidade.

17.09.2017

Geração de 1942/Tim Maia – Que beleza!

Geração de 1942/Tim Maia – Que beleza!

Tim Maia injetou alegria, romantismo e mensagens de libertação individual no Brasil do início dos anos 1970, tempos de repressão e censura. Em 1975 e 1976, gravou dois discos sob a influência da seita Cultura Racional. Arrependeu-se depois, mas os trabalhos estão entre seus mais cultuados.

10.09.2017

Geração de 1942/Tim Maia – Um dia eu chego lá

Geração de 1942/Tim Maia – Um dia eu chego lá

O primeiro capítulo sobre Tim Maia mostra sua dura caminhada até o sucesso: entregas de marmitas na infância; bandas com Roberto Carlos que não deram certo; deportação dos EUA por porte de drogas; e, enfim, gravação com Elis Regina e estouro do primeiro disco.

03.09.2017

Geração de 1942/Caetano Veloso – Outro

Geração de 1942/Caetano Veloso – Outro

O último capítulo dedicado a Caetano Veloso mostra como ele não se acomodou com a passagem do tempo. Renovou-se nos três CDs feitos com a Banda Cê e no projeto com Gal Costa. Permanece transformando-se a cada passo.

27.08.2017

Geração de 1942/Caetano Veloso – Minha voz, minha vida

Geração de 1942/Caetano Veloso – Minha voz, minha vida

Os discos gravados por Caetano entre o final dos anos 1980 e o início dos 2000 são guiados por conceitos e atravessados por algumas linhas: as referências a pessoas fundamentais; o reconhecimento de que compor é algo sempre necessário; e as observações contundentes sobre a realidade.

20.08.2017

Geração de 1942/Caetano Veloso – Outras palavras

Geração de 1942/Caetano Veloso – Outras palavras

Na segunda metade da década de 1970 e na primeira da de 1980, Caetano criou algumas de suas canções mais elaboradas e atemporais, como Um índio, Terra e Sampa. Também se firmou com um autor de grandes sucessos, caso de Queixa.

13.08.2017

Geração de 1942/Caetano Veloso – Qualquer coisa

Geração de 1942/Caetano Veloso – Qualquer coisa

Durante o exílio em Londres, Caetano gravou dois discos. O segundo, Transa, tornou-se um de seus trabalhos mais cultuados. Na volta ao Brasil, conciliou projetos mais populares com outros experimentais, consolidando-se como um artista imune a rótulos e caminhos fáceis.

06.08.2017