O disco Canção do amor demais está completando 60 anos em 2018. Além da beleza de suas 13 músicas, compostas por Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes e interpretadas por Elizeth Cardoso, o que mais torna marcante esse LP?

O violão de João Gilberto nas faixas Chega de saudade e Outra vez, apresentando a tal “batida”, foi um prenúncio do que logo depois seria chamado “bossa nova”. A produção do pequeno selo Festa aconteceu em janeiro de 1958, foi lançada em abril, e já em julho João Gilberto gravaria o início oficial da bossa: a versão dele, sua voz e seu violão, para Chega de saudade, a criação de Tom e Vinicius.

O jornalista João Máximo, profundo conhecedor de música, biógrafo de Noel Rosa e autor do mais completo documentário radiofônico sobre Vinicius, é o responsável por esta série de seis episódios. Ela mostra em detalhes quem eram os protagonistas do disco antes de ele se tornar histórico e o que aconteceu depois, com os artistas e o repertório.

A série faz companhia a outros programas do acervo da Batuta, como o documentário Tim tim por tim tim: A música de João Gilberto.

 

Roteiro e apresentação: João Máximo

Edição: Filipe Di Castro