Em 23 de abril de 2018 se completam os 100 anos de Geraldo Pereira. A Rádio Batuta convidou os cantores e pesquisadores Pedro Paulo Malta e Rodrigo Alzuguir para esmiuçar a vida e a obra desse grande sambista morto com apenas 37 anos. A dupla apresenta em tom de bate-papo os dez episódios da série, revestindo de informalidade o trabalho aprofundado que foi realizado. Entrevistas feitas especialmente para o documentário, depoimentos antigos minuciosamente editados, quase 90 músicas selecionadas, tudo forma um painel amplo da vida do autor de Falsa baiana, Bolinha de papel, Sem compromisso, Que samba bom! (do verso “Eu também tô aí”, extraído para o título da série) e outros sambas. A série mostra por que Geraldo é cada mais reconhecido como um dos inovadores da música brasileira.

Concepção, pesquisa e apresentação: Pedro Paulo Malta e Rodrigo Alzuguir

Edição: Filipe Di Castro

 

Este trabalho é dedicado a Cristina Buarque e Paulo César de Andrade

Depoimentos especialmente gravados para esta série: Alaíde Costa, Bebel Gilberto, Cristina Buarque, Luís Fernando Vieira, Luiz Vieira, Maurício Carrilho, Monarco, Nelson Sargento, Paulo Aragão, Professor Araújo, Tantinho da Mangueira e Zé Cruz. Demais depoimentos gentilmente cedidos por Luís Fernando Vieira e Jairo Severiano, a quem muito agradecemos. Alguns áudios apresentam marcas do tempo, que procuramos amenizar. Foram mantidos por acreditarmos em sua importância histórica.

Agradecimentos: Luiz Fernando Vianna, Carol Miranda, Marina Rosa, Janaína Santos, Ricardo Moraes. Professor Araújo e família Geraldo Pereira, Renata Celidônio, Leo Salles Viot, Casa do Choro, Tuco Pellegrino, Rafael Lo Ré, Gilberto Inácio Gonçalves, Adilson Santos, Confraria do Chiado, Barão do Pandeiro, Miguel Nirez, Miguel Bragioni e Seu Coutinho, da Pedro Lessa, Claudia Lamego, Francisco Malta, Luizinho Mandarino, Omar Jubran.

Fontes: Acervo Francisco Duarte, Acervo Jairo Severiano, Acervo Luís Fernando Vieira. Hemeroteca Digital Brasileira, “História da Música Popular Brasileira – Geraldo Pereira” (Abril Cultural, 1971), “Um certo Geraldo Pereira”, de Alice Duarte Silva de Campos, Dulcinéa Nunes Gomes, Francisco Duarte Silva e Nelson Sargento (Funarte, 1983), “Um escurinho direitinho”, de Luís Fernando Vieira, Luís Pimentel e Suetônio Valença (Relume-Dumará, 1995), “Wilson Baptista – O samba foi sua glória”, de Rodrigo Alzuguir (Casa da Palavra, 2013) e “A música brasileira deste século por seus autores e intérpretes” (SESC São Paulo, 2000).

 

IMS Paulista terá roda de samba em homenagem a Geraldo Pereira.