Composição: Duke Ellington

A peça é curta, mas com tempo suficiente para alternar climas bem distintos: um agitado, outro melodioso, como se fosse uma declaração de amor. Trata-se de um prelúdio à moda dos de George Gershwin.

 

Texto e apresentação: Zuza Homem de Mello

Gravação: Lucas Nobile

Edição: Filipe Di Castro