Composição: Billy Strayhorn

Muito doente, aos 52 anos, Billy Strayhorn compôs Blood count no hospital. Foi preparada para o amigo Johnny Hodges brilhar. O saxofonista extravasa a dor quando atinge os agudos mais altos. A gravação foi realizada meses após a morte do compositor.

 

Texto e apresentação: Zuza Homem de Mello

Gravação: Lucas Nobile

Edição: Filipe Di Castro