Tom Jobim e Vinicius de Moraes explicam, em áudios selecionados por João Máximo, como se conheceram em 1956, quando o poeta procurava um músico e compositor para trabalhar com ele no repertório da peça Orfeu da Conceição. Penando para pagar suas contas, Jobim perguntou ao famoso poeta: “Tem um dinheirinho nisso?”, deixando chocado o crítico Lúcio Rangel, padrinho do encontro.

Pianista da noite, Jobim começou a ter sambas-canção gravados em 1952. Alguns estão neste episódio, ilustrando a fase pré-Canção do amor demais do compositor. A grande parceira desse período foi Dolores Duran, coautora de músicas preciosas como Se é por falta de adeus e Por causa de você.

Repertório

Se todos fossem iguais a você (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes) – Roberto Paiva

A felicidade (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes) – Agostinho dos Santos (áudio extraído do filme Orfeu negro)

Incerteza (Antonio Carlos Jobim e Newton Mendonça) – Mauricy Moura

Solidão (Antonio Carlos Jobim e Alcides Fernandes) – Nora Ney

Outra vez (Antonio Carlos Jobim) – Dick Farney

Teu castigo (Antonio Carlos Jobim e Newton Mendonça) – Dalva de Oliveira

Só saudade (Antonio Carlos Jobim e Newton Mendonça) – Claudia Moreno

Vem viver ao meu lado (Antonio Carlos Jobim e Alcides Fernandes) – Gilda de Barros

Caminhos cruzados (Antonio Carlos Jobim e Newton Mendonça) – Maysa

Foi a noite (Antonio Carlos Jobim e Newton Mendonça) – Sylvia Telles

Se é por falta de adeus (Antonio Carlos Jobim e Dolores Duran) – Dóris Monteiro

Por causa de você (Antonio Carlos Jobim e Dolores Duran) – Dolores Duran

Tereza da Praia (Antonio Carlos Jobim e Billy Blanco) – Dick Farney e Lúcio Alves

Sinfonia do Rio de Janeiro (Antonio Carlos Jobim e Billy Blanco) – Vários cantores, inclusive Elizeth Cardoso

 

Roteiro e apresentação: João Máximo

Edição: Filipe Di Castro