Na segunda metade da década de 1940, Aracy de Almeida pôs mais sambas-canção em seu repertório. Era o gênero que predominava nas boates de Copacabana, onde ela começava a cantar (no chique clube Vogue). E era o gênero de preferência de novos amigos seus, como Antonio Maria, Fernando Lobo e Dorival Caymmi. Da turma etílico-intelectual também faziam parte Vinicius de Moraes, Paulo Mendes Campos, Fernando Sabino e outros.

Entre os sambas-canção estava um inédito de Noel Rosa, Pela décima vez, que ela gravou dez anos após a morte do amigo. E tristezas como Até o amargo fim e Desde ontem. Até o seu maior sucesso carnavalesco no período era tristonho: Não me diga adeus. Mas foi entusiasticamente cantado na folia de 1948.

Duração do capítulo: 42:57

Repertório

Às três da manhã (Herivelto Martins) – Aracy de Almeida (Odeon, jun/46)

Trabalha, mulher (Benedito Lacerda e Herivelto Martins) – Aracy de Almeida (Odeon, jun/46)

Deixa o mundo falar (Ary Barroso) – Aracy de Almeida e Regional Odeon (Odeon, fev/47)

Cidade do interior (Marino Pinto e Mario Rossi) – Aracy de Almeida e Geraldo Medeiros e seu Conjunto (Odeon, mar/47)

Carta esquecida (Mario Amorim) – Aracy de Almeida e Geraldo Medeiros e seu Conjunto (Odeon, mai/47)

Quem foi? (Nestor de Holanda e Jorge Tavares) – Aracy de Almeida e Vocalistas Tropicais (Odeon, jul/47)

Pela décima vez (Noel Rosa e Cristóvão de Alencar) – Aracy de Almeida, Bolinha (piano) e Geraldo Medeiros e seu Conjunto (Odeon, dez/47)

Não me diga adeus (Luiz Soberano, J.G da Silva e Paquito) – Aracy de Almeida e Benedito Lacerda e seu Conjunto (Odeon, jan/48)

Quando esse nego chega (Haroldo Barbosa) – Aracy de Almeida e Fats Elpídio e seu Conjunto (Odeon, set/48)

Até o amargo fim (Newton Teixeira e David Nasser) – Aracy de Almeida, Garoto (violão), Guari (piano) e Ritmo Odeon (Odeon, mai/49)

Desde ontem (Dorival Caymmi e Fernando Lobo) – Aracy de Almeida (Odeon, jul/49)

Chorou Madureira [Paulo da Portela] (Haroldo Lobo e Milton de Oliveira) – Aracy de Almeida (Odeon, jan/50)

 

Concepção, pesquisa e apresentação: Rodrigo Alzuguir e Pedro Paulo Malta

Locução: Cristina Buarque

Edição: Filipe Di Castro