Geraldo Pereira trabalhou muito, e não só com música. Foi guarda, motorista e outras coisas. Não podia ser classificado como malandro, mas gostava dos signos da malandragem, como o terno branco e as noitadas na Lapa. O episódio recorda esse aspecto do compositor, assim como sambas que ele fez ou interpretou e são relacionados ao tema.

Repertório

Tombo no chapéu (Arnaldo Passos e Alberto Rego) – Geraldo Pereira, 1952
Mexe, mulher (Geraldo Pereira e Arnaldo Passos) – Jorge Goulart, 1950-51
Juracy (Geraldo Pereira e Paulo Gesta) – Geraldo Pereira, 1954
Lembras-te daquela zinha? (Geraldo Pereira e Augusto Garcez) – Roberto Paiva, 1941
Só quis meu nome (Geraldo Pereira) – Déo, 1946
Sinhá Rosinha (Geraldo Pereira e Célio Ferreira) – Dircinha Batista, 1942
Pedro do Pedregulho (Geraldo Pereira) – João Nogueira, 1981
Jogando com o capeta (Moreira da Silva e Ribeiro Cunha) – Moreira da Silva, 1958
Cego de amor (Geraldo Pereira e Wilson Baptista) – Déo, 1950-51

Depoimentos: Cícero Nunes, Raul Marques, Roberto Paiva, Bucy Moreira, Tantinho da Mangueira, Cyro de Souza, Alaíde Costa, Professor Araújo e Moreira da Silva

Concepção, pesquisa e apresentação: Pedro Paulo Malta e Rodrigo Alzuguir

Edição: Filipe Di Castro