Dalva de Oliveira não deu sorte no amor, aponta Joaquim Ferreira dos Santos neste especial sobre a cantora cujo centenário se completa em 5 de maio. Seu casamento com o compositor Herivelto Martins foi tema de reportagens sensacionalistas, músicas de qualidade e, muito mais tarde, série de TV. As dores da vida contribuíram para se tornar uma das mais dramáticas intérpretes brasileiras, referência maior de Maria Bethânia. Sua voz potente, extensa e peculiar continuam impressionando, como é possível constatar no repertório do programa.

Repertório

Dois corações (Herivelto Martins e Waldemar Gomes) – Dalva de Oliveira – trecho

Gira, gira (Enrique Santos Discépolo, versão de Ghiaroni) – Dalva de Oliveira

Belezas do Rio (Gomes Cardim e Lela Cardim) – Dalva de Oliveira

Ave Maria no morro (Herivelto Martins) – Trio de Ouro

Brasil! (Benedito Lacerda e Aldo Cabral) – Dalva de Oliveira e Francisco Alves

Tudo acabado (J. Piedade e Osvaldo Martins) – Dalva de Oliveira

Que será? (Marino Pinto e Mario Rossi) – Dalva de Oliveira

Há um Deus (Lupicínio Rodrigues) – Dalva de Oliveira

Zum zum (Fernando Lobo e Paulo Soledade) – Dalva de Oliveira

Kalu (Humberto Teixeira) – Dalva de Oliveira

Lencinho branco (J.C. Filiberto e C.G. Peãzola, versão de Maugeri Neto) – Dalva de Oliveira

Máscara negra (Zé Keti e Pereira Matos) – Dalva de Oliveira

Tudo foi surpresa (Valzinho e Peterpan) – Dalva de Oliveira

Bandeira branca (Max Nunes e Laércio Alves) – Dalva de Oliveira

Segredo (Herivelto Martins e Marino Pinto) – Dalva de Oliveira – trecho

Hino ao amor (Edith Piaf e Marguerite Monnot, versão de Odair Marsano) – Dalva de Oliveira

 

Roteiro e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro