O carioca Klecius Caldas (1919-2002), cujo centenário se completa em maio deste ano, foi um dos mais ecléticos compositores da música brasileira. Sua obra é importante na história do carnaval, com sucessos como “Maria Candelária”, “A lua é camarada” e “Primeiro clarim”. A história do samba-canção também não poderia ser escrita sem a citação de seu nome, autor de clássicos como “Somos dois” e “Neste mesmo lugar”, com melodias e letras sofisticadas. Como se não bastasse, escreveu a popularíssima “Boiadeiro”, que viria a ser a música de apresentação de todos os programas e shows de seu lançador, o rei do baião Luiz Gonzaga.

Klecius Caldas, morador de Copacabana, foi coronel do Exército, e a parte mais espetacular de sua obra foi escrita com um parceiro também militar e vizinho de bairro, o general Armando Cavalcanti. (outros dois parceiros importantes foram Rutinaldo e Luiz Antonio, ambos coronéis). As primeiras gravações de músicas de Klecius foram feitas no início da década de 1940, no vozeirão de Francisco Alves, mas já em 1948 ele lançava “Somos dois” na voz moderna da Dick Farney. Sem preconceitos, fez músicas para datas especiais como o Natal (a belíssima “Noite azul”) ou o Dia das Crianças (a balada rock “Sua majestade, o neném”). Alguns de seus sucessos estão neste programa realizado por Joaquim Ferreira dos Santos.

Repertório

Somos dois (Armando Cavalcanti, Klecius Caldas e Luiz Antônio) – Dick Farney

Piada de salão (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Blecaute

Maria escandalosa (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Blecaute

Papai Adão (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Blecaute

Poeira do chão (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Dalva de Oliveira

Sertão de Jequié (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Dalva de Oliveira

Boiadeiro (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Luiz Gonzaga

Noite azul (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Cantores de Ébano

Sua majestade, o neném (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Trio Nagô

Máscara da face (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Elza Soares

Neste mesmo lugar (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Sylvia Telles

A lua é dos namorados (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Angela Maria

A lua é camarada (Armando Cavalcanti e Klecius Caldas) – Angela Maria

O primeiro clarim (Klecius Caldas e Rutinaldo) – Dircinha Batista

 

Roteiro e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro