Caetano Veloso e Gilberto Gil

Feliz 1968

Joaquim Ferreira dos Santos dá a partida nos comentários sobre os 50 anos daquele ano que não terminou. Ao menos até 13 de dezembro chegar com o AI-5, o Brasil alargou seus limites culturais, especialmente graças ao tropicalismo.

15.12.2017

Gal Costa no show "Gal a todo vapor"

Gal, Callado e Ana C. nos tempos da ditadura

No livro Tudo em volta está deserto, Eduardo Jardim reflete sobre a arte na ditadura a partir do show Gal a todo vapor, do romance Quarup e da poesia de Ana Cristina Cesar. Para ele, arte e pensamento são mais efetivos do que engajamento político.

01.12.2017

Wanderléa

Wanderléa: a primeira empoderada

A “garota papo firme” foi alguém à frente do seu tempo, defende Joaquim Ferreira dos Santos. Tema de biografia recém-lançada, Wanderléa teve papel importante na festa libertária dos costumes nos anos 1960 e semeou o empoderamento feminino de hoje.

24.11.2017

Lillian Ross ao lado de Ernest Hemingway

Lillian Ross

O tema do podcast da serrote é Lillian Ross, a estrela do jornalismo norte-americano que morreu aos 99 anos em setembro. Seu perfil de Ernest Hemingway, publicado em 1950, permanece como exemplo de grande reportagem, capaz de mostrar o lado patético do escritor.

16.11.2017

Torquato Neto

Torquato Neto, o anjo 45

Joaquim Ferreira dos Santos recorda o letrista de poucas mas fundamentais músicas gravadas, como Geleia geral. Ele se matou há 45 anos e, a cada vez que sua obra é revisitada ou seu baú de inéditas é aberto, a música e a inteligência brasileiras agradecem.

10.11.2017

Perto de Foucault

Perto de Foucault

Roberto Machado comenta, no podcast da serrote, seu livro Impressões de Michel Foucault. Ele recorda a convivência entre “um jovem professor subdesenvolvido e uma estrela internacional da filosofia”, conta histórias divertidas e ressalta a originalidade do pensador francês.

02.11.2017

A nova cara da Revolução Russa

A nova cara da Revolução Russa

Quando a União Soviética se desmantelou, em 1991, um professor colega de Daniel Aarão Reis na UFF (Universidade Federal Fluminense) lhe disse: “Seu objeto terminou”. O historiador pensa o contrário. Ele defende, em entrevista a Paulo Roberto Pires e Guilherme Freitas para o podcast da revista serrote, que os estudos sobre a centenária Revolução Russa estão mais …

20.10.2017

Ataulfo Alves

Novas pastoras para Ataulfo

Talvez por não ter sido malandro, tido vida trágica nem enfrentado a decadência, Ataulfo Alves é menos cultuado do que outros nomes do samba, como Wilson Batista e Geraldo Pereira. Quem defende essa ideia é Joaquim Ferreira dos Santos, que exalta em sua crônica o grande compositor.

10.10.2017