Em 1965, quando o Rio completou 400 anos, Billy Blanco fez uma crônica musical, Rio do meu amor, descrevendo cenas e comportamentos da ocasião. Pouca coisa do que ele observou ainda sobrevive. Para mais este aniversário do Rio, em 1º de março, ninguém se lembrou de homenagear a cidade com uma música. Ouve-se apenas o som do mosquito.

As crônicas de Joaquim Ferreira dos Santos também podem ser ouvidas no canal de podcasts Rádio Batuta. Use seu app favorito para escutar.

Texto e locução: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro