O ano de 1984 foi o da campanha pela volta das eleições diretas para presidente da República e do início da redemocratização. Um dos hinos do período foi Vai passar, lançado por Chico Buarque. Podres poderes, de Caetano Veloso, também compunha a trilha daquele importante período do país. Mas quem dominava a maior parte da programação das rádios era o rock, com Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, Titãs, Kid Abelha, Lulu Santos, Lobão e outros.

Bloco 1

Podres poderes (Caetano Veloso) – Caetano Veloso
O quereres (Caetano Veloso) – Caetano Veloso
Vamos fugir (Gilberto Gil e Liminha) – Gilberto Gil
Lilás (Djavan) – Djavan
Brejo da cruz (Chico Buarque) – Chico Buarque
Vai passar (Francis Hime e Chico Buarque) – Chico Buarque

Bloco 2

Óculos (Herbert Vianna) – Paralamas do Sucesso
Meu erro (Herbert Vianna) – Paralamas do Sucesso
Bete Balanço (Frejat e Cazuza) – Barão Vermelho
Maior abandonado (Frejat e Cazuza) – Barão Vermelho
Sonífera ilha (Branco Melo, Marcelo Fromer, Toni Bellotto, Ciro Pessoa e Carlos Bermak) – Titãs

Bloco 3

Fullgás (Marina Lima e Antonio Cicero) – Marina
Corações psicodélicos (Lobão, Júlio Barroso e Bernardo Vilhena) – Lobão e Os Ronaldos
Me chama (Lobão) – Lobão e Os Ronaldos

Bloco 4

Recado (Meu namorado) (Renato Teixeira) – Joanna
Sonho de Ícaro (Piska e Cláudio Rabelo) – Biafra
Bons momentos (Marquinhos e Michel) – Tim Maia
Fogueira (Angela Ro Ro) – Maria Bethânia
Lindo lago do amor (Luiz Gonzaga Júnior) – Gonzaguinha
Só você (Vinícius Cantuária) – Vinícius Cantuária
Close (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Erasmo Carlos
Caminhoneiro (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Roberto Carlos

Bloco 5

Como eu quero (Leoni e Paula Toller) – Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens
Alice (Não me escreva aquela carta de amor) (Leoni, Paula Toller e Bruno Fortunato) – Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens
Fixação (Beni, Leoni e Paula Toller) – Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens
Nada tanto assim (Leoni e Bruno Fortunato) – Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens
Tempos modernos (Lulu Santos) – Lulu Santos

Bloco 6

Inútil (Roger Rocha Moreira) – Ultraje a Rigor
Egotrip (Evandro Mesquita, Antônio Pedro, Ricardo Barreto e Patrícia Travassos) – Blitz
Eu sou free (Patrícia Travassos e Ruban) – Sempre Livre

Bloco 7

Deixa eu te amar (Agepê, Vamilo e Mauro Silva) – Agepê
Na aba (Neril Silva, Paulo Correia e Trambique) – Martinho da Vila
Do jeito que a gente gosta (Severo e Jaguar) – Elba Ramalho


Baseado no livro "A canção no tempo", de Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello

Adaptação e pesquisa: Carla Paes Leme
Locução: Gláucia Araújo
Edição e sonorização: Filipe Di Castro