Palavra e ideia criadas por Thomas More no início do século XVI, a utopia teve grande força em épocas recentes, como nos anos 1960, quando se pretendia inaugurar o novo em vários campos. Depois, segundo Guilherme Wisnik em sua coluna “Espaço em obra” (da Rádio USP), houve a negação da utopia, refletida nos desejos de volta ao passado. Hoje, com o triunfo do espaço sobre o tempo, a utopia vive um momento difícil, mas permanece em discussão.