Voz do interior do Estado e dos bairros italianos da capital, Adoniran Barbosa (1910-1982) se tornou o tradutor mais completo de São Paulo. Em histórias bem-humoradas como as de Tiro ao Álvaro e Samba do Arnesto ou tristes como as de Iracema e Saudosa maloca, ele compôs crônicas sobre personagens e situações reconhecíveis, sobretudo para os paulistanos.

Músicas

Saudosa maloca (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa

Trem das onze (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa

Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa/Osvaldo Moles) – Elis Regina e Adoniran Barbosa

Iracema (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa

Aguenta a mão, João (Adoniran Barbosa) – Djavan e Adoniran Barbosa

As mariposas (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa

Samba do Arnesto (Adoniran Barbosa/Alocim) – Adoniran Barbosa

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Débora Freitas, da CBN)

Roteiro: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro