O homenageado neste programa da série Os Batutas foi um original cronista musical da vida paulistana, que estaria completando 100 anos no dia seis de agosto de 2010.  Compositor, cantor, ator e humorista, começou a carreira no rádio e se tornou um símbolo do chamado samba paulistano do Brás.  Filho de imigrantes italianos, ele nasceu em Valinhos, interior de São Paulo, e foi batizado como João Rubinato, mas gravou seu nome na história da música brasileira com o pseudônimo de Adoniran Barbosa.

Bloco 1
Dona boa (Adoniran Barbosa e Jota Aimberê) – Raul Torres
Saudosa maloca (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa

Bloco 2
Malvina (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa
Prova de carinho (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa
Joga a chave (Adoniran Barbosa e Osvaldo França)

Bloco 3
Apaga o fogo, mané (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa
Conselho de mulher (Adoniran Barbosa, João dos Santos e Osvaldo Moles) – Adoniran Barbosa
Um samba no Bixiga (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa
No morro da Casa Verde (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa

Bloco 4
Samba do Arnesto (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa
A louca chegou (Adoniran Barbosa, Henrique de Almeida e Rômulo Paes) – Emilinha Borba e Ruy Rey
Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa e Osvaldo Moles) – Elis Regina

Bloco 5
Bom dia, tristeza (Adoniran Barbosa e Vinícius de MOrares) – Adoniran Barbosa
Já fui uma brasa (Adoniran Barbosa) – Adoniran Barbosa

Bloco 6
Trem das onze (Adoniran Barbosa) – Demônios da Garoa

 

 

Pesquisa e texto: Carla Paes Leme
Locução: Cláudia Diniz
Sonorização: Filipe de Castro
Edição: Carla Paes Leme e Filipe Di Castro
Supervisão: Francisco Bosco