Aracy Cortes foi a grande estrela do teatro de revista no Rio de Janeiro dos anos 1920 e 1930. Era avançada nos costumes e nas interpretações: lançou Jura, gravou o primeiro samba-canção a fazer sucesso (Ai, Ioiô) e levou Assis Valente aos discos antes de Carmen Miranda.

Repertório

Jura (Sinhô) – Aracy Cortes

Tem francesa no morro (Assis Valente) – Aracy Cortes

Ai, Ioiô (Henrique Vogeler, Luiz Peixoto e Marques Porto) – Aracy Cortes

Denguinho (Aracy Cortes e Cesar Cruz) – Aracy Cortes

Flor do lodo (Ary Mesquita) – Aracy Cortes e conjunto Rosa de Ouro

 

Roteiro: Joaquim Ferreira dos Santos

Apresentação: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro