O pianista Silvio Mazzucca (1919-2003) liderou a mais conhecida orquestra de bailes de São Paulo na década de 1950. Seu repertório incluía as indispensáveis valsas para os bailes de debutantes e sambas suingados para os bailes de formatura. Em todos não podia faltar também a malemolência latina do mambo. Gravou muitos assinados pelo cubano Perez Prado, sendo que um deles foi o famoso mambo-rock Tequila. Mazzuca gostou da dose. Gravou Cerveza, de B. Brown. E não satisfeito com a dosagem alcoólica do repertório, e já que o baile corria solto, partiu para uma receita própria de cha-cha-cha. Gravou de sua autoria este sacudido Ca-cha-cha, drink em que mistura cha-cha-cha com a boa pimenta dos conjuntos de baile brasileiros.

O acervo musical do IMS compreende, entre outras, as coleções dos pesquisadores José Ramos Tinhorão e Humberto Franceschi. Para pesquisar em acervo.ims.com.br, é necessário utilizar o navegador Mozilla Firefox. Escreva no campo de busca os nomes dos artistas e os títulos das músicas que procura. Marque a opção “Música” para ter acesso aos fonogramas. A opção “Biblioteca” inclui partituras e livros.

Seleção e texto: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro