Em Samba na madrugada (1968), disco que dividiu com Paulinho da Viola, Elton Medeiros gravou seu samba Maioria sem nenhum, cujo refrão vai direto ao ponto: “Uns com tanto/ Outros tanto com algum/ Mas a maioria sem nenhum”. Em sua coluna “Espaço em obra”, na Rádio USP, Guilherme Wisnik ressalta a infeliz atualidade da música no Brasil. E destaca outro verso: “Dividir para todo o mundo melhorar”.