Fatos recentes em São Paulo, como a demolição na Cracolândia de um edifício onde ainda havia pessoas, levam Guilherme Wisnik a ressaltar a atualidade de Saudosa maloca, de Adoniran Barbosa. Ele selecionou, para sua coluna “Espaço em obra” (Rádio USP), a gravação do cantor Celso Sim, em que o samba se mistura a tango, forró e outras referências.