Se quase não há polêmica quando se fala das composições de Chico Buarque, reconhecidas como clássicos da música brasileira, a conversa muda quando está em foco o cantor. Há quem goste e quem desgoste com a mesma intensidade de argumentos. Chico, que completa 72 anos neste 19 de junho, não é um cantor de afinação e timbre tradicionais, mas há uma grande parte da audiência que o defende, cansada justamente da afinação e do timbre tradicionais, e ansiosa de novas sonoridades. Chico seria um intérprete, aquele que dá o tom exato do que gostaria que fosse compreendido. Neste programa, Joaquim Ferreira dos Santos seleciona gravações do Chico cantor e as coloca em confronto com outras versões (quase sempre as originais), para que o ouvinte tire suas conclusões.

Repertório

Samba erudito (Paulo Vanzolini) – Chico Buarque – 1967

Samba erudito (Paulo Vanzolini) – Paulo Vanzolini – 1981

Ensaio geral (Gilberto Gil) – Elis Regina – 1966

Ensaio geral (Gilberto Gil) – Chico Buarque – 1992

Toalha da saudade (Batatinha) – Batatinha – 1973

Toalha da saudade (Batatinha) – Chico Buarque – 1998

Exaltação a Tiradentes (Estanislau Silva, Penteado e Mano Décio da Viola) – Roberto Silva – 1955

Exaltação a Tiradentes (Estanislau Silva, Penteado e Mano Décio da Viola) – Chico Buarque – 2008

Lágrima (José Gomes Filho, José Garcia e Sebastião Nunes) – Jackson do Pandeiro – 1959

Lágrima (José Gomes Filho, José Garcia e Sebastião Nunes) – Chico Buarque – 1974

Divina dama (Cartola) – Francisco Alves – 1933

Divina dama (Cartola) – Chico Buarque – 1998

Sem compromisso (Geraldo Pereira e Nelson Trigueiro) – Anjos do Inferno – 1934

Sem compromisso (Geraldo Pereira e Nelson Trigueiro) – Chico Buarque – 1974

Filosofia (Noel Rosa e André Filho) – Mario Reis – 1933

Filosofia (Noel Rosa e André Filho) – Chico Buarque – 1974

Faceira (Ary Barroso) – Sílvio Caldas – 1931

Faceira (Ary Barroso) – Chico Buarque – 1994

Brisa do mar (João Donato e Abel Silva) – Nana Caymmi – 1981

Brisa do mar (João Donato e Abel Silva) – Chico Buarque – 1999

 

Seleção: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro