A partir de Cidades sitiadas: o novo urbanismo militar, livro do geógrafo britânico Stephen Graham lançado no Brasil pela editora Boitempo, Guilherme Wisnik comenta, na coluna “Espaço em obra” da Rádio USP, como nos querem fazer acreditar que vivemos em constante estado de exceção. “Guerra às drogas”, “Guerra ao terror” e outros lemas permitem que técnicas de controle social fiquem acima dos direitos civis e tornem menos democráticos os espaço urbanos.