Outras vidas que não a minha, de Emmanuel Carrère, foi o ponto de partida da conversa da escritora e jornalista peruana Gabriela Wiener com a jornalista Marília Scalzo. A autora de Sexografias falou sobre o magnetismo exercido sobre ela pela mistura entre ficção e jornalismo, que refletiria uma confusão e uma indecisão próprias da vida.