Até 1979, quando deixou a gravadora Odeon, Paulinho da Viola realizou grandes discos, como o triste Nervos de aço (1973). Compôs sucessos como Argumento e Coração leviano. E, muito antes de ganhar discutível fama de preguiçoso, deu provas de dedicação intensa ao trabalho: compôs e gravou Pecado capital em apenas um fim de semana; e realizou, simultaneamente, dois discos em 1976: Memórias – Cantando e Memórias – Chorando.

Repertório

Roendo as unhas (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Argumento (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Pecado capital (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Mente ao meu coração (Francisco Malfitano) – Paulinho da Viola

Coração leviano (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Pode guardar as panelas (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

 

Roteiro e apresentação: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro