Isaurinha Garcia (1923-1993) teve uma vida difícil. Seu pai lhe batia e a fazia trabalhar exaustivamente. O casamento com o músico Walter Wanderley rendeu ótimas gravações, mas muitas dores pessoais. Ficou conhecida como A Personalíssima, por seu estilo marcante, em que se destacava o sotaque paulistano, do Brás. Mensagem (“Quando o carteiro chegou…”), canção mais importante do seu repertório, está neste programa da série “A mulher na música brasileira” ao lado de outras grandes interpretações.

Repertório

Nunca (Lupicínio Rodrigues) – Isaurinha Garcia

E daí? (Miguel Gustavo) – Isaurinha Garcia

Camisa listada (Assis Valente) – Isaurinha Garcia

Mensagem (Cícero Nunes e Aldo Cabral) – Isaurinha Garcia

Malandro urbano (Cacique e Urbano Reis) – Isaurinha Garcia

De conversa em conversa (Lúcio Alves e Haroldo Barbosa) – Isaurinha Garcia

 

Roteiro e apresentação: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro