Ivan Lins recorda no estúdio da Batuta, em entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos, momentos-chave de sua trajetória: a descoberta da música nos EUA, onde passou a infância; a conversão às sonoridades brasileiras graças ao Tamba Trio; o período no MAU (Movimento Artístico Universitário), ao lado de Gonzaguinha e outros; as dificuldades na ditadura, quando foi perseguido à direita e também à esquerda (por causa da canção O amor é o meu país). Ainda explica alguns de seus maiores sucessos e comenta seu CD mais recente, Cumplicidade, feito ao lado do pianista Gilson Peranzzetta.

Repertório

Madalena (Ivan Lins e Ronaldo Monteiro de Souza) – Elis Regina

Abre alas (Ivan Lins e Vítor Martins) – Ivan Lins

Somos todos iguais nesta noite (Ivan Lins e Vítor Martins) – Ivan Lins

A bandeira do Divino (Ivan Lins e Vítor Martins) – Ivan Lins e Simone

Começar de novo (Ivan Lins e Vítor Martins) – Simone

Vitoriosa (Ivan Lins e Vítor Martins) – Ivan Lins e Gilson Peranzzetta

 

 

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro