Luiz Barbosa nasceu em Macaé, em 1910, e morreu no Rio de Janeiro, em 1938, de tuberculose. Apesar da vida curta, deixou uma marca expressiva na música brasileira. Foi um dos primeiros cantores de bossa, aquele capaz de suprir qualquer deficiência de voz com um acúmulo incrível de charme, balanço e demais borogodós do gênero. Usava o chapéu de palha como instrumento rítmico. O samba Lalá e Lelé, de Jaime Brito e Manezinho Araújo, é bom exemplo do que ele empregava de humor e malícia numa interpretação sem afetações. A gravação é de 1937.

 

Seleção e texto: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro