Lillian Ross morreu em setembro de 2017, aos 99 anos, consagrada como um dos maiores nomes do jornalismo norte-americano. Começou a entrar nesse time em 1950, quando publicou na New Yorker o perfil de Ernest Hemingway. Em seu número 27, a revista serrote reapresenta a famosa reportagem, na qual o escritor aparece um tanto patético, envolto em poses e clichês. No podcast, Paulo Roberto Pires e Guilherme Freitas comentam como o perfil foi feito e por que se tornou uma pequena obra-prima. Também contam um pouco da vida de Ross, que manteve por quatro décadas um relacionamento com o diretor de redação da New Yorker, William Shawn, que era casado.

 

Apresentação: Paulo Roberto Pires e Guilherme Freitas

Edição: Filipe Di Castro