Silvio Caldas fez a gravação original de Mulher, de Custódio Mesquita e Sadi Cabral, em 24 de janeiro de 1940 na RCA Victor. É um fox-canção que apresenta Custódio – também ao piano, regendo e assinando o arranjo – como um dos modernizadores da música brasileira. O carioca Silvio Caldas (1908-1998) era um dos quatro grandes cantores nacionais em cena (os outros eram Orlando Silva, Francisco Alves e Carlos Galhardo) e logo seria reconhecido como o “caboclinho querido”.

 

Roteiro e texto: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro