Na última crônica de 2016, Joaquim Ferreira dos Santos recorda e comenta o que muitos não sabem: a voz que lançou o rock no Brasil foi de Nora Ney, a intérprete de Ninguém me ama e outros clássicos da fossa. Por saber inglês, ela recebeu a missão de gravar Rock around the clock em 1955. Seis anos depois, interpretou um mea culpa musical e foi ser romântica e politizada (simpatizante do Partido Comunista) para sempre.

As crônicas de Joaquim Ferreira dos Santos também podem ser ouvidas no canal de podcasts Rádio Batuta. Baixe o app na loja de sua preferência (como App Store e Google Play).

Texto e locução: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro