Muitos dos blocos eram perseguidos pela polícia. Alguns decidiram se organizar e criaram, no final da década de 1920, as escolas de samba. Elas cresceram como organizações de importância social, representando e impulsionando a vida de comunidades. São mais do que associações voltadas para o carnaval, ainda que, com a crescente comercialização dos desfiles, tenham se afastado de seus princípios. O programa traça um panorama dessa história, apoiado em alguns sambas marcantes.

Repertório

Chega de demanda (Cartola e Carlos Cachaça) – Cartola

A primeira escola (Joel de Almeida e Pereira Mattos) – Cristina Buarque e Dona Ivone Lara

Passado de glória (Monarco) – Paulinho da Viola

Tradição (Geraldo Filme) – Geraldo Filme

Cenários (Catoni e Jorge Mexeu) – Paulinho da Viola

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Petria Chaves, da CBN)

Roteiro: Luiz Fernando Vianna

Edição e sonorização: Filipe Di Castro