Os foxes compostos por Custódio Mesquita (1910-1945) estão entre os mais melodiosos e dançantes momentos da história da música brasileira. Olhos negros, assinado com Ari Monteiro, não é dos mais conhecidos, mas contém a típica beleza sofisticada da obra de Custódio, uma das referências que Tom Jobim gostava de citar. A gravação é de 1943, na voz do novato Nelson Gonçalves (1919-1998).

 

Seleção e texto: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro