Depois dos sopros, agora é a vez de as orquestras de salão e de cordas dedilhadas serem destacadas no Casa do Choro. Um protagonista do programa é Radamés Gnattali, autor de composições, interpretações e arranjos reunidos no repertório. As gravações vão das feitas pela Orquestra Pan-American e pela Orquestra Típica Victor na primeira metade do século XX até as recentes com a Camerata Brasilis.

Repertório

Estilo de Vila (Radamés Gnattali) – Orquestra Típica Victor

Terna saudade (Anacleto de Medeiros) – Camerata Carioca

Vou andar por aí (Radamés Gnattali) – Camerata Portátil

Aguenta o Leme (José Maria de Abreu) – Orquestra Típica Victor

Magnífico (Ernesto Nazareth) – Orquestra Pan-American

Expansiva (Ernesto Nazareth) – Custódio Mesquita e sua Orquestra

Sarambeque (Ernesto Nazareth) – Orquestra de Cordas Brasileiras

Cem anos de choro (Capiba) – Orquestra de Cordas Dedilhadas de Pernambuco

Olhos d’água / 2º mov. da “Suíte terreiro” (Mauricio Carrilho) – Camerata Brasilis

Lundu de Ojó / 3º mov. da “Suíte terreiro” (Mauricio Carrilho), com Camerata Brasilis

Prelúdios Tropicais (Guerra Peixe): “Marcha abaianada”, “Cantiga de folia de reis”, “Tocata” – Camerata Gama Filho

 

Casa do Choro, parceria com a instituição de mesmo nome, tem edições mensais, entrando no site da Batuta na segunda segunda-feira do mês. No mesmo dia, às 22h, vai ao ar na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz).

Apresentação: Pedro Paulo Malta

Roteiro: Pedro Paulo Malta e Paulo Aragão

Edição: Alexandre Hang