Paulo Benjamin de Oliveira (1901-1949) não apenas criou uma escola de samba, mas foi fundamental para transformar a ideia das escolas de samba em algo conhecido e amado no Rio de Janeiro e no Brasil. Foi um líder popular e, também, bom compositor, mas sua morte precoce o impediu de ter o reconhecimento que, por exemplo, Cartola alcançou no fim da vida. E iniciou a tradição de criadores portelenses, que desembocou em Paulinho da Viola.

Músicas

Quitandeiro (Paulo da Portela/Monarco) – Beth Carvalho

Cidade Mulher (Paulo da Portela) – Monarco

O meu nome já caiu no esquecimento (Paulo da Portela) – Velha Guarda da Portela

De Paulo a Paulinho (Monarco/Chico Santana) – Monarco

Cocorocó (Paulo da Portela) – Clementina de Jesus

Serei teu ioiô (Paulo da Portela/Monarco) – João Nogueira

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Petria Chaves, da CBN)

Roteiro: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro