Pixinguinha e Mário de Andrade se conheceram em 1926, em São Paulo, e o músico logo se tornou informante do escritor para o capítulo 7 do romance Macunaíma. Ensaios sobre música que Mário realizou também foram influenciados por Pixinguinha. E composições como UrubatãPatrão, prenda seu gado e Ha-Hu-laô entusiasmavam o escritor. As relações entre as vidas e as obras dos dois são os temas do programa, que conta com depoimentos de Flávia Camargo Toni, pesquisadora do Instituto de Estudos Brasileiros da USP.

Repertório

Tudo preto (Júlio Casado) – Orquestra do Pessoal da Velha Guarda, com arranjo de Pixinguinha

Urubatã (Pixinguinha) – Orquestra Pixinguinha, dirigida por Henrique Cazes

Babaô miloquê (Josué de Barros) – Josué de Barros, com arranjo de Pixinguinha

Xou kuringa (João da Baiana) – Francisco Sena e Grupo da Guarda Velha, com arranjo de Pixinguinha

O urubu e o gavião (Pixinguinha) – Pixinguinha

Viola quebrada (Mário de Andrade) – Cida Moreira e Paulo Freire

Patrão, prenda seu gado (Pixinguinha, Donga e João da Baiana) – Grupo da Guarda Velha

Ha-Hu-laô (Pixinguinha, Donga e João da Baiana) – Francisco Sena

Capote de mangô é teu (Faustino Pedro da Conceição) – Elsie Houston, com arranjo de Pixinguinha

Meu barco é veleiro – coro de carregadores de piano de Recife

Oh, flor, linda flor – coro infantil da Fazenda São José (PB)

Adeus, adeus, adeus, boi pai do campo – boi-bumbá de Belém do Pará

Festa de Nanã (Pixinguinha e Gastão Vianna) – Wilson Moreira e Orquestra Pixinguinha, dirigida por Henrique Cazes

Pixinguinha na pauta é apresentado no primeiro sábado de cada mês, às 19h, na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz), e reapresentado na segunda-feira seguinte, às 22h.

Apresentação: Pedro Paulo Malta

Roteiro: Pedro Paulo Malta, Paulo Aragão, Marcílio Lopes e Bia Paes Leme

Edição: Filipe Di Castro