O carioca Tom Jobim (1927-1994) quis ser concertista, mas suas mãos pequenas não ajudavam. A professora Lúcia Branco percebeu sua vocação para compositor e o estimulou a seguir esse caminho. Ele acabou se tornando o mais célebre autor da música popular brasileira. Sua obra está marcada por influências como as de Villa-Lobos e Radamés Gnattali. Para este programa, Alexandre Dias selecionou uma interpretação solo de Valsa sentimental, a primeira composição de Tom Jobim, rebatizada de Imagina após ganhar letra de Chico Buarque. A gravação é de 1987.

Este programa é uma parceria com o Instituto Piano Brasileiro. Também vai ao ar na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro aos domingos, às 13h, e às quintas-feiras, às 18h30.

Roteiro e apresentação: Alexandre Dias