Programas

  • Programas

    Programas variados que fazem parte da grade atual da Batuta estão reunidos aqui.

  • Pixinguinha na Pauta

    Um dos pilares da música brasileira, Pixinguinha volta a ter um programa de rádio dedicado exclusivamente a ele. Pixinguinha na pauta pretende, em edições mensais, que o ouvinte possa descobrir gravações raras, relembrar arranjos históricos, conhecer gravações recentes de composições do autor de Carinhoso e, também, ouvir bate-papos com convidados sobre o legado de Pixinguinha e as preciosidades do seu baú. Este baú consiste no Acervo Pixinguinha, cuidado, catalogado e divulgado pelo Instituto Moreira Salles, que é seu detentor. Tocam a série de rádio aqueles que zelam pelo acervo: Bia Paes Leme, Paulo Aragão e Marcílio Lopes. Complementa o time Pedro Paulo Malta, cantor e pesquisador que, aqui, desempenha os papéis de apresentador e co-roteirista.

    VER TODOS

    Pixinguinha 120 anos

    Pixinguinha 120 anos

    O trabalho no acervo pessoal de Pixinguinha, sob a guarda do IMS desde 2000, já resultou em quatro livros de partituras, na formação de uma orquestra e na série de programas da Batuta. Esta edição comemorativa destaca gravações relacionadas a esses projetos e músicas pouco conhecidas.

    17.04.2017
    Pixinguinha e seus intérpretes

    Pixinguinha e seus intérpretes

    O Pixinguinha na Pauta encerra sua série de 13 programas com uma antologia de grandes interpretações de obras do compositor. Radamés Gnattali (na foto com Pixinguinha), Hamilton de Holanda e Raphael Rabello estão entre os intérpretes.

    03.12.2016
    Pixinguinha e Benedito

    Pixinguinha e Benedito

    Benedito Lacerda foi fundamental para Pixinguinha retomar a carreira nos anos 1940, quando enfrentava dificuldades financeiras. O flautista ganhou fama de aproveitador, o que este programa defende ser injusta, além de ressaltar os caminhos que Benedito abriu na música brasileira.

    05.11.2016
    Alessandro Penezzi

    Alessandro Penezzi

    A série Rádio Batuta Convida começa com um dos maiores violonistas da atualidade, Alessandro Penezzi. No IMS Paulista, diante do público, ele conversou com o jornalista Lucas Nobile sobre suas referências e tocou peças como duas do recente CD Quebranto e uma homenagem a Baden Powell.

    04.10.2017

    Música é História

    O programa passeia pela história da música brasileira em edições avulsas ou em séries, como as dedicadas aos grandes compositores e aos cem anos do samba. Uma versão de cinco minutos vai ao ar aos domingos, às 14h50, na CBN. A versão integral fica na Batuta.

    VER TODOS

    Geração de 1942/Paulinho da Viola – Foi um rio que passou

    Geração de 1942/Paulinho da Viola – Foi um rio que passou

    A relação de Paulinho com a Portela é destaque do episódio: o título em 1966, a desconfiança após sua homenagem à Mangueira e as pazes feitas com Foi um rio que passou em minha vida. A carreira se firmou com canções como Para ver as meninas e Dança da solidão.

    12.11.2017
    Geração de 1942/Paulinho da Viola – Coisas do mundo

    Geração de 1942/Paulinho da Viola – Coisas do mundo

    A série sobre Paulinho da Viola começa recordando sua formação especial (pai violonista, que era amigo de Pixinguinha e Jacob do Bandolim), a chegada à Portela, as primeiras gravações e os festivais com Coisas do mundo, minha nega e Sinal fechado.

    05.11.2017
    Geração de 1942/Milton Nascimento – Encontros e despedidas

    Geração de 1942/Milton Nascimento – Encontros e despedidas

    Da produção irregular de Milton nas últimas décadas é possível destacar, por exemplo, a gravação de Beatriz, de Edu Lobo e Chico Buarque, e o papel histórico de Coração de estudante. Em Essa voz ele se despediu de Elis Regina.

    29.10.2017

    Playlist do Zuza

    Zuza Homem de Mello, nome consagrado quando o assunto é música brasileira, reúne no programa gravações de sua preferência, combinando registros consagrados e contemporâneos. Ele é autor de livros como A canção no tempo (em parceria com Jairo Severiano), João Gilberto, Música com Z e A era dos festivais. Playlist do Zuza é uma parceria com a Rádio USP (93.7 FM em São Paulo), que veicula o programa às 17h de sexta-feira, dia em que entra no site da Batuta. A Rádio MEC FM do Rio de Janeiro apresenta às 22h de sexta. O tema de abertura é "Incompatibilidade de gênios" (João Bosco e Aldir Blanc).

    VER TODOS

    Tom, Chico, Aldir e muitos talentos novos

    Tom, Chico, Aldir e muitos talentos novos

    Além de interpretações de artistas consagrados, Zuza Homem de Mello apresenta talentos da nova geração como Nina Wirtti (foto), Trio Choro Moderno, Jorginho Neto, Caixa Cubo Trio e Graveola e o Lixo Polifônico.

    17.11.2017
    Nei Lopes, Moyseis Marques, Renato Braz e vários duos

    Nei Lopes, Moyseis Marques, Renato Braz e vários duos

    Os duos estão em alta no programa de Zuza Homem de Mello: Ná Ozzetti e Marcelo Pretto, Joanna e Fagner, Toninho Ferragutti e Bebê Kramer etc. O samba também aparece em vários formatos e vozes, como as de Nei Lopes, Moyseis Marques (foto) e Renato Braz.

    10.11.2017
    Antonio Nóbrega, Quarteto Novo, Guinga, Célia, Gal, Bethânia…

    Antonio Nóbrega, Quarteto Novo, Guinga, Célia, Gal, Bethânia…

    Zuza Homem de Mello abre o programa com duas interpretações do multiartista pernambucano Antonio Nóbrega (foto). O cultuado Quarteto Novo, grandes cantoras e uma faixa do novo CD de Guinga são outros destaques.

    03.11.2017

    Casa do Choro

    Em edições mensais, o programa (parceria da Batuta com a Casa do Choro, do Rio de Janeiro) apresenta destaques da extensa produção do choro. O gênero permanece se renovando graças a compositores e intérpretes que conhecem bem a tradição de Pixinguinha e outros grandes músicos. Apresentado pelo cantor e pesquisador Pedro Paulo Malta e com roteiro de Malta e do violonista e arranjador Paulo Aragão, cada novo episódio entra no site da Batuta às segundas segundas-feiras do mês, às 22h. No mesmo horário vai ao ar na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz). O tema do prefixo é Candango, de Pedro Paes, com a Furiosa Portátil.

    VER TODOS

    Chiquinha Gonzaga

    Chiquinha Gonzaga

    Pioneira no choro e em muitos outros aspectos da vida do país, Chiquinha Gonzaga é homenageada neste programa em função dos 170 anos de seu nascimento. Um painel de sua obra é montado em meio a gravações de Pixinguinha, Maria Teresa Madeira, Antonio Adolfo e outros.

    13.11.2017
    Cristovão Bastos

    Cristovão Bastos

    Músico que passeia por vários gêneros, compositor mais conhecido pelas parcerias com Chico Buarque e Aldir Blanc, o pianista Cristovão Bastos é autor de muitos e belos choros. O programa apresenta alguns em interpretações do próprio artista e de outros como Raphael Rabello.

    09.10.2017
    Choros do mundo inteiro

    Choros do mundo inteiro

    O choro apaixona músicos de Israel, como Anat Cohen (foto), da Dinamarca, da Austrália, da Holanda, do Japão, e eles vêm tocar aqui com seus colegas brasileiros. O programa mostra belos resultados desse movimentado intercâmbio.

    11.09.2017

    A volta ao jazz em 80 mundos

    Reinaldo Figueiredo apresenta o programa, que estreou em 2013. Ele começou a gostar de jazz entrando pela porta da bossa nova. Depois de ver ao vivo Leny Andrade com o Bossa Três, saiu comprando discos de trio piano/baixo/bateria. Nos anos 1970, enquanto era cartunista no jornal O Pasquim, também tocava pandeiro num obscuro conjunto de choro que nem nome tinha, mas era apelidado de Época de Merda. Em 1984, com Hubert e Claudio Paiva, criou o tablóide de humor O Planeta Diário. Nos anos 1980 e 1990, integrante do Casseta & Planeta, participou como baixista dos shows musicais do grupo. Desde 1998 toca contrabaixo na CEJ (Companhia Estadual de Jazz), grupo dedicado ao samba-jazz. O título do programa faz ao alusão ao livro A volta ao dia em 80 mundos, do escritor argentino e jazzófilo Julio Cortázar. O prefixo do programa é Hot bean strut, do pianista panamenho Danilo Perez.

    VER TODOS

    Duke Ellington em dose dupla

    Duke Ellington em dose dupla

    Reinaldo Figueiredo apresenta gravações bem diferentes de cinco músicas do gigante do jazz Duke Ellington, entre elas In a sentimental mood. No time de intérpretes estão o próprio compositor (com Ella Fitzgerald), Wes Montgomery, Michel Petrucciani e outros.

    18.11.2017
    100 anos de Dizzy e Monk

    100 anos de Dizzy e Monk

    Reinaldo Figueiredo dedica o programa aos centenários do pianista Thelonious Monk e do trompetista Dizzy Gillespie, que se completam em outubro. Ele selecionou gravações dos dois gigantes do jazz e composições deles tocadas por outros artistas.

    21.10.2017
    Jazz é ao vivo, e você tem que estar lá!

    Jazz é ao vivo, e você tem que estar lá!

    É impossível reproduzir o impacto do jazz ouvido na hora em que está sendo tocado. Mas gravações ao vivo reduzem bem o problema. Reinaldo Figueiredo selecionou um encontro entre Tom Jobim e Herbie Hancock, além de registros de Michel Petrucciani, Stefano Bollani e outros.

    23.09.2017

    Prelúdios

    Arthur Dapieve apresenta o programa, que estreou em 2013. Ele é jornalista desde 1986, trabalhando na área de cultura no "Jornal do Brasil" e em "O Globo", do qual é colunista, além do site "NoPonto". Tem dez livros entre ficção e não ficção, alguns sobre música, como BRock - o rock brasileiro dos anos 80 (1995) e Renato Russo - O trovador solitário (2000). Escuta música clássica desde que era um adolescente fã de rock progressivo e hoje dedica a Bach, Tchaikovsky e Mahler a maioria do seu tempo.

    VER TODOS

    No reino da Dinamarca

    No reino da Dinamarca

    O país onde se passa a tragédia de Hamlet tem uma forte tradição musical. Arthur Dapieve seleciona peças de compositores importantes como Carl Nielsen (foto), marginalizado enquanto viveu (1865-1931), glória nacional hoje.

    28.10.2017
    Freire e o piano em Brahms

    Freire e o piano em Brahms

    O novo CD de Nelson Freire, mais uma prova de que o brasileiro é senhor do repertório romântico, tem um ótimo efeito colateral, segundo Arthur Dapieve: o desejo de ouvir mais interpretações das peças de Brahms para piano. Ele selecionou quatro (uma de Glenn Gould), além de duas de Freire.

    30.09.2017
    Sergio Roberto de Oliveira

    Sergio Roberto de Oliveira

    O compositor Sergio Roberto de Oliveira morreu em julho, aos 46 anos, de câncer no pâncreas. Arthur Dapieve homenageia neste programa o artista, ressaltando aspectos como sua capacidade de diluir as fronteiras entre a vanguarda erudita do século XX e a música popular brasileira.

    26.08.2017

    Estúdio Batuta

    A Batuta recebe artistas em seu estúdio para entrevistas. E algumas dessas entrevistas acabam em música. Mostramos aqui, no Estúdio Batuta, um pouco das conversas e, também, os registros exclusivos de canções. As músicas do Estúdio Batuta também podem ser ouvidas no canal de podcasts Rádio Batuta. Baixe o app na loja de sua preferência (como App Store e Google Play).

    VER TODOS

    Dori Caymmi – Brasil, canção e violão

    Dori Caymmi – Brasil, canção e violão

    De volta após 26 anos morando em Los Angeles e reafirmando-se nacionalista, Dori Caymmi lança o CD Voz de mágoa (Música do Brasil), todo voz e violão. Na Batuta, ele exalta seus ídolos, minimiza o tropicalismo e lamenta a situação nacional: "Este país não foi o que me prometeram".

    24.04.2017
    Lira Neto e a história do samba

    Lira Neto e a história do samba

    Lira Neto, autor de Uma história do samba, detalha as origens do gênero em entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos. Dos antecedentes no século XIX à consolidação no início dos anos 1930, o escritor traça o panorama social e cultural que formou o samba. Ele desmonta clichês e...

    20.03.2017
    O expresso Mauro Senise

    O expresso Mauro Senise

    No estúdio da Batuta, o flautista e saxofonista Mauro Senise comenta os três CDs que gravou em 2016, sendo dois já lançados. "Se eu ficar em casa, esperando a Fátima Bernardes chamar para tocar no programa dela, estou ferrado", brinca ele sobre sua alta produtividade. Ele toca "Da cor do...

    12.11.2016

    Ouve essa

    O programa semanal é destinado a pescar pérolas pouco conhecidas do acervo musical do IMS. A matéria-prima são as coleções dos pesquisadores José Ramos Tinhorão e Humberto Franceschi. A seleção dos fonogramas é de Joaquim Ferreira dos Santos. O ouvinte da Batuta pode fazer suas pesquisas em acervo.ims.com.br. É necessário utilizar o navegador Mozilla Firefox.

    VER TODOS

    Eu sambo mesmo

    Eu sambo mesmo

    Com o balanço e a inventividade que o tornaram um dos melhores conjuntos vocais do país, o Anjos do Inferno lançou Eu sambo mesmo em 1946. A música de Janet de Almeida ficaria ainda mais conhecida após João Gilberto interpretá-la em shows e gravá-la em 1991.

    15.11.2017
    A chuva caiu

    A chuva caiu

    Em 1955, um ano após ser eleita Rainha do Rádio, Angela Maria gravou A chuva caiu, composição menos conhecida de Tom Jobim, feita em parceria com Luiz Bonfá. A cantora foi acompanhada pelo então popular conjunto de Betinho.

    08.11.2017
    Naná

    Naná

    Ruy Rey, nascido Domingos Zeminian em São Paulo, foi um cantor de rumbas, mambos e boleros em meados do século passado. Lançada em 1950, a rumba Naná fez sucesso.

    01.11.2017

    Ontem e sempre

    A ideia deste programa é permitir comparações entre registros de épocas diferentes. Uma canção dos anos 1930, por exemplo, pode ter tido regravações significativas nas décadas seguintes. Ouvi-las em sequência dá a possibilidade (e, espera-se, o prazer) de se cotejar interpretações e arranjos.

    VER TODOS

    O trio de ouro de Gilberto Gil

    O trio de ouro de Gilberto Gil

    Neste 26 de junho, quando Gilberto Gil completa 74 anos, a Batuta apresenta interpretações do artista para peças do repertório de seus três grandes mestres: Dorival Caymmi, Luiz Gonzaga e João Gilberto. E ainda mostra as versões dos mestres. A seleção é de Joaquim Ferreira dos Santos.

    26.06.2016
    Chico canta

    Chico canta

    Chico Buarque completa 72 anos neste 19 de junho consagradíssimo como compositor, mas ainda dividindo opiniões como cantor. Numa seleção feita por Joaquim Ferreira dos Santos, é possível ouvir dez interpretações feitas por Chico de músicas alheias e compará-las com outras versões.

    19.06.2016
    João Gilberto, 85

    João Gilberto, 85

    Toda música se transforma em outra após ser tocada por João Gilberto. Para saudar os 85 anos do artista, a Batuta selecionou dez pares de gravações para que se possa comparar como certas canções foram interpretadas por outros e como foram por ele.

    10.06.2016

    Crônicas do Joaquim

    Joaquim Ferreira dos Santos entrou no mundo das crônicas pela leitura dos textos de Rubem Braga, Fernando Sabino e Paulo Mendes Campos na revista Manchete dos anos 1960. As primeiras músicas, ouviu pela Rádio Nacional dos anos 1950. Jornalista desde 1969, trabalhou nos principais jornais e revistas brasileiros. No programa, ele mistura as duas influências e costura o texto, curto e leve, com vinhetas musicais. Publicou três livros de crônicas (O que as mulheres procuram na bolsa, Em busca do borogodó perdido e Minhas amigas) e quatro de não-ficção (Um homem chamado Maria, Feliz 1958 - O ano que não devia acabar, Leila Diniz - Uma revolução na praia e Enquanto houver champanhe, há esperança - Uma biografia de Zózimo Barrozo do Amaral). Também organizou o livro As cem melhores crônicas brasileiras.

    VER TODOS

    Torquato Neto, o anjo 45

    Torquato Neto, o anjo 45

    Joaquim Ferreira dos Santos recorda o letrista de poucas mas fundamentais músicas gravadas, como Geleia geral. Ele se matou há 45 anos e, a cada vez que sua obra é revisitada ou seu baú de inéditas é aberto, a música e a inteligência brasileiras agradecem.

    10.11.2017
    Novas pastoras para Ataulfo

    Novas pastoras para Ataulfo

    Talvez por não ter sido malandro, tido vida trágica nem enfrentado a decadência, Ataulfo Alves é menos cultuado do que outros nomes do samba, como Wilson Batista e Geraldo Pereira. Quem defende essa ideia é Joaquim Ferreira dos Santos, que exalta em sua crônica o grande compositor.

    19.10.2017
    Salve o compositor popular

    Salve o compositor popular

    Joaquim Ferreira dos Santos aproveita que se aproxima o pouco conhecido Dia do Compositor Popular (7 de outubro) para saudar aqueles que nos oferecem as melhores palavras nos piores momentos. A música-tema da crônica é Festa imodesta, que, numa tabelinha de craques, Caetano Veloso...

    29.09.2017

    Literatura em voz alta

    O programa apresenta gravações de poemas, contos e trechos de romances, feitas muitas vezes pelos próprios autores, em registros pouco conhecidos. Também há trechos de palestras, como as realizadas no Clube de Leitura do IMS.

    VER TODOS

    Clube de Leitura – Memorial de Aires

    Clube de Leitura – Memorial de Aires

    O último romance de Machado de Assis não é um "canto do cisne benfazejo", como se acreditou por muito tempo, mas um livro ambíguo, oblíquo, profundo. É o que detalhou a pesquisadora Marta de Senna, presidente da Fundação da Casa de Rui Barbosa, no Clube de Leitura do IMS.

    27.06.2017
    Carolina de Jesus: uma voz soberana

    Carolina de Jesus: uma voz soberana

    Elena Pajaro Peres, da USP, deu uma conferência no IMS-SP sobre a autora de Quarto de despejo, livro sobre a vida na favela do Canindé, em São Paulo. A Batuta apresenta trechos da palestra, como o destaque dado à frase "Meu nome é Carolina Maria de Jesus. Eu sou preta".

    01.05.2017
    Clube de leitura – São Bernardo

    Clube de leitura – São Bernardo

    As contradições do narrador Paulo Honório e sua busca pelo afeto perdido foram destacados pelo professor Gilberto Araújo, da UFRJ, nas duas conversas sobre "São Bernardo", de Graciliano Ramos, no Clube de Leitura do IMS.

    15.02.2017

    Rádio Pensamento

    A Rádio Pensamento é um espaço da Rádio Batuta voltado para entrevistas e comentários que podem passear por filosofia, sociologia e artes, buscando visões originais sobre temas diversos.

    VER TODOS

    Lillian Ross

    Lillian Ross

    O tema do podcast da serrote é Lillian Ross, a estrela do jornalismo norte-americano que morreu aos 99 anos em setembro. Seu perfil de Ernest Hemingway, publicado em 1950, permanece como exemplo de grande reportagem, capaz de mostrar o lado patético do escritor.

    16.11.2017
    Perto de Foucault

    Perto de Foucault

    Roberto Machado comenta, no podcast da serrote, seu livro Impressões de Michel Foucault. Ele recorda a convivência entre "um jovem professor subdesenvolvido e uma estrela internacional da filosofia", conta histórias divertidas e ressalta a originalidade do pensador francês.

    02.11.2017
    A nova cara da Revolução Russa

    A nova cara da Revolução Russa

    Daniel Aarão Reis, que lança dois livros sobre a centenária Revolução Russa, exalta no podcast da serrote a migração do papel da sociedade (inclusive as mulheres) para o centro dos estudos sobre a União Soviética, deixando em segundo plano líderes como Lênin, Stalin e Trotski.

    20.10.2017