Todas as músicas ouvidas nesta seleção foram feitas para dançar juntinho, ao estilo anos 1950, e estão no acervo do Instituto Moreira Salles. São pérolas pouco conhecidas da discografia brasileira e hoje cabem no moderníssimo rótulo ainda na moda de “lounge”. O acervo do IMS é gratuito e muito fácil de consultar.  Basta entrar no endereço acervo.ims.uol.com.br e pesquisar por música, compositor ou intérprete. É um dos mais ricos acervos brasileiros de músicas até 1960, resultante das coleções de José Ramos Tinhorão e Humberto Franceschi.

Pesquisando nele, Joaquim Ferreira dos Santos deparou-se com essas obras primas da melhor música para dançar da discografia nacional. Mambo, rumba, gafieira, samba, cha-cha-cha e muita alegria. Tudo assinado por conjuntos de baile como os de Waldir Calmon, Walter Wanderley (foto), Milionários do Ritmo, Silvio Mazzuca e Orquestra Tabajara. Como crooners de seus conjuntos, Miltinho e Isaurinha Garcia estão em duas faixas. Já que estamos em tempos de festas, fica esta playlist para animar o salão. Mas você pode fazer outras listas navegando pelo acervo do IMS.

Repertório

Cha-cha-cha (Silvio Mazzuca) – Orquestra de Silvio Mazzuca

Samba que eu quero ver (Djalma Ferreira) – Milionários do Ritmo

Feiura não é nada (Billy Blanco) – Isaurinha Garcia e Walter Wanderley

Brincando com o trombone (Severino Araújo) – Orquestra Tabajara

Adios (E. Madriguera) – Waldir Calmon

Casa de Ioló (Bicalho) – Milionários do Ritmo

E daí? (Miguel Gustavo) – Isaurinha Garcia e Walter Wanderley

Índia (Ortiz e Assuncion) – Orquestra de Waldir Calmon

Menina moça (Luis Antonio) – Miltinho e o Sexteto Sideral

Patricia (Perez Prado) – Orquestra de Silvio Mazzuca

 

Seleção: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro