O gaitista e jazzman belga Toots Thielemans, que morreu na segunda-feira, 22 de agosto, aos 94 anos, era um grande fã da música brasileira. Além de gravações esparsas, fez três discos inteiros dedicados à MPB. O primeiro foi Aquarela do Brasil, de 1969, com Elis Regina. Brasil Project, de 1992, tem participações de Caetano Veloso, Chico Buarque e outros. Em Brasil Project 2, do ano seguinte, estão Milton Nascimento, Ivan Lins e outros. Esta playlist, organizada por Joaquim Ferreira dos Santos a partir desses discos, mostra a sintonia criativa entre o grande artista internacional, mestre do improviso jazzístico num instrumento em que foi rei, e os compositores e cantores brasileiros que ele admirava.

Repertório

Travessia (Milton Nascimento e Fernando Brant) – Milton Nascimento e Toots Thielemans

Linda (Você é linda) (Caetano Veloso) – Caetano Veloso e Toots Thielemans

O futebol (Chico Buarque) – Chico Buarque e Toots Thielemans

O cantador (Dori Caymmi e Nelson Motta) – Dori Caymmi e Toots Thielemans

Casa forte (Edu Lobo) – Edu Lobo e Toots Thielemans

Oceano (Djavan) – Djavan e Toots Thielemans

Coisa feita (João Bosco, Aldir Blanc e Paulo Emílio) – João Bosco e Toots Thielemans

Preciso aprender a só ser (Gilberto Gil) – Gilberto Gil e Toots Thielemans

Wave (Tom Jobim) – Elis Regina e Toots Thielemans

 

Seleção: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro