Miúcha não foi de atingir grandes públicos, mas cativava públicos que admiravam sua voz suave, sua forma inteligente de cantar. Nunca quis fazer carreira na indústria musical, preferindo estar ao lado dos melhores, como seus grandes amigos Tom Jobim e Vinicius de Moraes, seu marido/amigo João Gilberto, seu irmão Chico Buarque. Não por acaso, esses nomes predominam nos repertórios de seus discos, também poucos, também elegantes e discretos.

Faixas desses discos foram selecionadas para esta homenagem da Batuta à cantora nascida Heloisa Maria Buarque de Hollanda em 1937 e que se foi em 27 de dezembro de 2018. As datas das gravações ajudam a situar de que discos elas são: do compacto duplo de 1975 ao último CD de estúdio, de 2008. Estão aí o maior sucesso (Pela luz dos olhos teus), a canção que Chico fez para ela (Maninha) e alguns lados B.

Repertório

Lugar comum (João Donato e Gilberto Gil) – Miúcha – 1975

Izaura (Herivelto Martins e Roberto Riberti) – Miúcha, João Gilberto e Stan Getz – 1976

Maninha (Chico Buarque) – Miúcha e Chico Buarque – 1977

Pela luz dos olhos teus (Vinicius de Moraes) – Miúcha e Tom Jobim – 1977

Triste alegria (Miúcha) – Miúcha – 1979

Anjo exterminado (Jards Macalé e Waly Salomão) – Miúcha – 1989

Santo Amaro (Luiz Claudio Ramos, Franklin da Flauta e Aldir Blanc) – Miúcha – 1999

Quando a lembrança me vem (João Donato e Tom Jobim) – Miúcha – 2002

Medo de amar (Vinicius de Moraes) – Miúcha e Chico Buarque – 2003

Todo o sentimento (Cristovão Bastos e Chico Buarque) – Miúcha e Cristovão Bastos – 2007

 

Seleção: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro