João Gilberto

Vinicius de Moraes

Capítulo 1 – Vinicius

Foi em função da poesia de Vinicius de Moraes que nasceu o projeto de Canção do amor demais. Em áudio reproduzido no episódio, ele explica por que Elizeth Cardoso o emocionava tanto. E João Máximo mostra o percurso musical do letrista antes da bossa nova.

03.04.2018

João Gilberto. Foto de Francisco Pereira

Capítulo 4 – João

Embora o nome de João Gilberto não conste dos créditos de Canção do amor demais, é o seu violão em Chega de saudade e Outra vez que faz do disco um prólogo da bossa nova. João Máximo recorda a trajetória acidentada do artista até virar “o mais influente músico brasileiro da segunda metade do século XX”.

03.04.2018

Capítulo 5 - O disco

Capítulo 5 – O disco

João Máximo detalha Canção do amor demais faixa a faixa, iluminando aspectos do que fizeram Jobim, Vinicius, João Gilberto e Elizeth. Aponta onde há e onde não há relação das músicas (e das interpretações delas) com a bossa nova que se anunciava.

03.04.2018

Tom Jobim e Elis Regina

Capítulo 6 – Canções para sempre

As regravações que não param de acontecer mostram que as 13 músicas de Canção do amor demais não têm prazo de validade. João Máximo seleciona uma versão de cada, como a histórica de João Gilberto para Chega de saudade e a Modinha de Elis Regina.

03.04.2018

Vinicius de Moraes, Elizeth Cardoso e Tom Jobim

Canção do amor demais – A caminho da bossa nova

Está completando 60 anos o disco que foi um prenúncio da bossa nova: Canção do amor demais. O histórico encontro entre Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Elizeth Cardoso e João Gilberto é detalhado por João Máximo em série de seis episódios.

03.04.2018

João Gilberto e Tom Jobim em cena do filme "Copacabana Palace", de 1962

Sambas de verão

A bossa nova cantou o mar, a praia e fez dessa paisagem o cenário dos sonhos de um país melhor. As canções, pelo menos, não morreram. O segundo programa sobre música e verão toca Tom Jobim, João Gilberto, Marcos Valle, Sylvia Telles e outros.

14.01.2018

Roberto Menescal

Roberto Menescal

Em 2017, quando completou 80 anos, Roberto Menescal lançou três CDs. No estúdio da Batuta, ele conversou sobre os projetos, disse que a bossa nova significou “a passagem da infelicidade para a felicidade” e recordou Ronaldo Bôscoli, Elis Regina e João Gilberto, além de cantar Rio.

08.01.2018

Dominguinhos, Sivuca e Oswaldinho

Destaques da música instrumental e João Gilberto em gravação rara

Zuza Homem de Mello selecionou grandes faixas instrumentais, como Feira de mangaio com Dominguinhos, Sivuca e Oswaldinho; e Doce de coco com Yo-Yo Ma, Paquito D’Rivera e Romero Lubambo. O programa ainda tem João Gilberto cantando nos EUA, em 1976, em show recém-lançado em CD.

08.12.2017