João Nogueira

Jacob do Bandolim

Dalva, Jacob do Bandolim, Mantiqueira, Leandro Braga, Del-Penho…

Zuza Homem de Mello homenageia o centenário de Dalva de Oliveira, reúne grandes faixas instrumentais, como uma de Jacob do Bandolim (foto), e apresenta o pouco conhecido Hino do Polytheama, composto por Chico Buarque para o seu time de futebol.

02.06.2017

Noel e Vadico

A parceria entre o compositor carioca e o pianista paulistano rendeu apenas dez canções, mas entre elas estão obras inesquecíveis: Feitio de oração, Feitiço da Vila, Conversa de botequim, Pra que mentir?.

14.05.2017

Noel filósofo

Por causa de suas letras sofisticadas, Noel Rosa foi chamado de “filósofo do samba”. As ideias e imagens engenhosas do compositor aparecem em músicas como Filosofia, Positivismo e João Ninguém.

30.04.2017

Maíra Freitas

João Bosco, João Nogueira, Jongo Trio, Maíra Freitas, Cantores de Ébano…

Samba, soul, samba-jazz e outros balanços estão na nova seleção de Zuza Homem de Mello. A voz de Nilo Amaro, expoente dos Cantores de Ébano, e o suingue de Maíra Freitas, filha de Martinho da Vila, estão entre os destaques.

14.04.2017

Noel e o humor

Não faltam canções divertidas na obra do Poeta da Vila, que sabia conciliar inteligência com doses de escracho. O programa mostra exemplos como Um gago apaixonado, Tarzan e Conversa de botequim.

09.04.2017

Cantores e seus compositores

Francisco Alves comprava sambas de Ismael Silva. Carmen Miranda gravou 24 músicas de Assis Valente. Aracy de Almeida era uma das favoritas de Noel Rosa. A série dos cem anos do samba trata das relações nem sempre pacíficas entre intérpretes e seus autores de cabeceira.

25.12.2016

Marcel Gautherot / Acervo IMS

Apoteoses ao samba

Para comemorar a data simbólica do centenário do samba (27 de novembro, dia em que “Pelo telefone” ganhou seu registro na Biblioteca Nacional), reunimos algumas homenagens ao gênero, como “Apoteose ao samba” e “Eu canto samba”.

27.11.2016

O samba sincopado

Todo samba tem síncope, mas no subgênero conhecido como samba sincopado o balanço é ainda maior. Compositores como Geraldo Pereira e cantores como Luiz Barbosa, Cyro Monteiro e Jorge Veiga consagraram o estilo.

18.09.2016