Stephen Sondheim é, em 2020, o maior compositor vivo do teatro musical americano. E um dos maiores compositores americanos de todos os tempos. Ele completa 90 anos em 22 de março. A Batuta celebra a data com este documentário em cinco capítulos. O roteiro e a apresentação são do jornalista João Máximo, profundo conhecedor do tema.

Autor das trilhas de musicais fundamentais como Company e Follies, o artista nova-iorquino teve sua obra outra vez em evidência em 2019 e 2020. No filme História de um casamento, Adam Driver canta Being alive e Scarlett Johansson (com outras duas atrizes) interpreta You could drive a person crazy. Em Coringa, três jovens cantarolam Send in the clowns antes de bater no personagem de Joaquin Phoenix.

Sondheim é o letrista de um dos mais célebres musicais, West Side story, com melodias de Leonard Bernstein. A história baseada em Romeu e Julieta estreou na Broadway em 1957 e chegou ao cinema em 1961, conquistando dez Oscars, incluindo o de melhor filme. Também é dele Sooner or later, interpretada por Madonna no filme Dick Tracy e Oscar de melhor canção em 1991. A introdução da canção está na vinheta de abertura dos episódios.

Na série de programas, João Máximo detalha a trajetória de Sondheim, musical a musical, montando um panorama da obra do compositor nunca realizado antes no Brasil. Mostra por que ele se consagrou como um criador original – embora nem sempre bem-sucedido comercialmente. O artista utilizou influências incomuns na Broadway, como Roma antes de Cristo, uma tela impressionista, canibalismo e um assassino em série.

O documentário apresenta gravações pouco conhecidas, como as feitas pelos elencos das produções originais e do próprio Sondheim acompanhando-se ao piano. No último capítulo entram interpretações presentes em filmes.

 

Roteiro e apresentação: João Máximo

Edição: Filipe Di Castro