Vinicius era apaixonado por Luzes da ribalta, de Charlie Chaplin. Neste programa, é lida a crônica que ele escreveu sobre o filme, que amava mais por sua ligação com o teatro. João Máximo narra aqui os projetos do poeta para os palcos após Orfeu da Conceição. O drama lírico Cordélia e o peregrino nunca foi encenado, assim como o musical Blimp, mas este rendeu a primeira versão de Garota de Ipanema. A adaptação de Jesus Cristo superstar também não foi encenada, ao contrário de Deus lhe pague, espetáculo grande (com Walmor Chagas, Marília Pêra, Marco Nanini e outros) que não foi um sucesso, mas reengatou a parceria entre Vinicius e Edu Lobo.

Este documentário vai ao ar numa parceria da Rádio Batuta com a Rádio Cultura Brasil (www.culturabrasil.com.br) e a VM Cultural (www.viniciusdemoraes.com.br), que representa a família de Vinicius.