No momento mais repressivo da ditadura militar, entre o final da década de 1960 e os primeiros anos da de 1970, Vinicius de Moraes ficou muito tempo fora do Brasil. Fazendo shows ou encontrando amigos, esteve na Argentina, na Itália, na França, muito em Portugal (onde fez o fado Saudade do Brasil em Portugal, cantado por Amália Rodrigues). Um tempo de novas experiências e de bastante tristeza e apreensão, como mostram os relatos de Tom Jobim, Chico Buarque, Toquinho e outros a João Máximo. O programa conta com Vincius lendo seu poema Pátria minha.

Este documentário vai ao ar numa parceria da Rádio Batuta com a Rádio Cultura Brasil (www.culturabrasil.com.br) e a VM Cultural (www.viniciusdemoraes.com.br), que representa a família de Vinicius.