Os anos de chumbo encontraram na MPB uma geração criativa o suficiente para comentar e criticar, com músicas inspiradas, todo o estado opressivo que o país viveu na década de 1970. No quinto programa do documentário em que a Rádio Batuta historia a música de protesto no Brasil, o compositor Ronaldo Bastos, do mineiro Clube da Esquina, comenta com Joaquim Ferreira dos Santos o repertório que conseguiu driblar a censura da época mais radical da ditadura militar. Músicas como Mosca na sopa, de Raul Seixas, e Como nossos pais, de Belchior, inventaram um outro jeito, mais existencial, comportamental, de falar do que lhes desagradava. A canção mais emblemática do período foi Apesar de você, de Chico Buarque, compositor que em alguns momentos precisou inventar um pseudônimo para burlar a Censura e emplacar suas músicas. Era o Julinho da Adelaide.

Músicas

Mosca na sopa (Raul Seixas) – Raul Seixas

Para Lennon e McCartney (Lô Borges, Márcio Borges e Fernando Brant) – Milton Nascimento

Como nossos pais (Belchior) – Elis Regina

Nada será como antes (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos) – Joyce

Fé cega, faca amolada (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos) – Doces Bárbaros

Cartomante (Ivan Lins e Vitor Martins) – Ivan Lins

Galope (Gonzaguinha) – Gonzaguinha

Menino (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos) – Milton Nascimento

Jorge Maravilha (Julinho da Adelaide) – Chico Buarque

Apesar de você (Chico Buarque) – Chico Buarque

 

Produção e apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro