Lúcio Rangel admirava Francisco Alves e Orlando Silva, mas o cantor que endeusava era Sílvio Caldas, para ele o mais completo de todos. Neste programa, João Máximo fala dos cantores de samba preferidos do crítico, entre eles o esquecido Luiz Barbosa e o menosprezado Moreira da Silva. Na ala das cantoras, Elisa Coelho, Aracy de Almeida e Elizeth Cardoso (ao lado de Sílvio na foto) figuravam entre as favoritas.

O IMS lançou uma nova edição de Sambistas e chorões, um dos principais livros do crítico, que apresenta o mapeamento e análise do que considerava as raízes da música popular brasileira.

 

Músicas

Faceira (Ary Barroso) – Sílvio Caldas

Lalé e Lelé (Jayme Brito/Manoel Araújo) – Luiz Barbosa

Dormi no molhado (Moreira da Silva) – Moreira da Silva

Caco velho (Ary Barroso) – Elisa Coelho

Camisa amarela (Ary Barroso) – Aracy de Almeida

Camisa listada (Assis Valente) – Carmen Miranda

Ai, ioiô (Henrique Vogeler/Luiz Peixoto/Marques Porto) – Araci Cortes

Uma pedra que rolou (Pedro Caetano) – Elizeth Cardoso e Sílvio Caldas

 

Apresentação: João Máximo

Edição e sonorização: Filipe Di Castro