Na segunda metade dos anos 1950, Sinatra estava no topo. Ainda mais popular do que nos tempos em que moças jovens o perseguiam. E muito mais respeitado. Gravava, na Capitol, um grande LP conceitual atrás do outros. Only the lonely, de 1958, é um dos melhores discos de fossa da história, com repertório, arranjos (de Nelson Riddle) e interpretações impecáveis. No one cares, Come dance with me e Nice 'n' easy são outros dos discos que João Máximo destaca no sexto episódio do documentário, no qual realiza um desfile de belas canções. É o auge da carreira do cantor.

Roteiro

Black (Victor Young) – Frank Sinatra regendo

Only the lonely (Jimmy Van Heusen e Sammy Cahn) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

Gone with the wind (Allie Wrubel e Herb Magidson) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

Guess I'll hang my tears out to dry (Jule Styne e Sammy Cahn) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

What's new? (Bob Haggart e Johnny Burke) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

Angel eyes (Matt Dennis e Earl Brent) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

Come dance with me (Jimmy Van Heusen e Sammy Cahn) – Frank Sinatra com Billy May

No one cares (Jimmy Van Heusen e Sammy Cahn) – Frank Sinatra com Gordon Jenkins

Stormy weather (Harold Arlen e Ted Koehler) – Frank Sinatra com Gordon Jenkins

I can't get started (Vernon Duke e Ira Gershwin) – Frank Sinatra com Gordon Jenkins

Here's that rainy day (Jimmy Van Heusen e Johnny Burke) – Frank Sinatra com Gordon Jenkins

The nearness of you (Hoagy Carmichael e Ned Washington) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

Nice 'n' easy (Lew Spence, Marilyn Keith e Alan Bergman) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

When you're smiling (Larry Shay, Mark Fisher e Joe Goodwin) – Frank Sinatra com Nelson Riddle

Day by day (Axel Stordahl, Paul Weston e Sammy Cahn) – Frank Sinatra com Billy May

 

Concepção, roteiro e apresentação: João Máximo

Edição e sonorização: Filipe Di Castro